Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/25106
Title in Portuguese: Como nutrientes e sólidos suspensos variam em um estuário hipersalino?
Author: Melo, Brenda Rozendo
Advisor(s): Soares, Marcelo de Oliveira
Co-advisor(s): Barroso, Hortência de Sousa
Keywords: Estuários - Ceará
Água - Qualidade
Limnologia
Regiões áridas
Issue Date: 2017
Citation: MELO, B. R. (2017)
Abstract in Portuguese: O estuário do rio Piranji (CE) está inserido em região de clima predominantemente semiárido e possui característica singular pelo padrão de salinidade invertido na maior parte do ano, sendo mais alta no interior do que próximo à foz. Os nutrientes são fundamentais para a produção primária no ecossistema estuarino, e seus ciclos biogeoquímicos refletem as variáveis atuantes no ambiente, podendo transmitir informações relevantes também relacionadas ao atual contexto de mudanças climáticas e antropização do meio. Diante disso, este trabalho buscou analisar a dinâmica espacial e sazonal dos principais nutrientes e dos sólidos suspensos no estuário e considerar fatores naturais que possam acarretar aumento ou diminuição nas concentrações das variáveis investigadas. As amostras de água foram coletadas bimensalmente ao longo do ano de 2015, sendo realizadas durante a maré vazante de sizígia, em três estações do estuário: superior (E1), média (E2) e inferior (E3). Temperatura, pH, salinidade, oxigênio dissolvido e saturação de oxigênio foram medidos in situ em sonda multiparamétrica e a transparência da água foi medida com um disco de Secchi. As concentrações dos nutrientes (N-amoniacal, nitrito, nitrato, nitrogênio total, ortofosfato, fósforo total e sílica) foram determinadas por métodos espectrofotométricos, enquanto as determinações de sólidos suspensos totais (SST) foram realizadas por gravimetria. Na estação E1, foram encontrados os valores de salinidade mais alto (62,6 ± 0,17) e mais baixo (9,4 ± 0,04), enquanto na estação mais próxima à foz (E3) essa variação foi menor, de 36,9 (± 0) a 39,5 (± 0,7). Em geral, as concentrações mais altas de todos os nutrientes foram encontradas na estação superior (E1), seguida pela média (E2), indicando uma diluição dessas concentrações por águas costeiras, sendo os valores dos dissolvidos mais altos no período chuvoso. Já os resultados de sólidos suspensos no período de estiagem foram superiores ao chuvoso, e as maiores concentrações em todos os meses foram relativas à estação E1. Foi observada uma influência da precipitação pluviométrica tanto na dinâmica de nutrientes e sólidos suspensos, como também na salinidade, no pH e nas concentrações de oxigênio dissolvido. No período seco, apesar da baixa variação dos resultados de NT em relação ao período anterior, as concentrações de NID despencaram, enquanto os valores de PT e SST aumentaram, sugerindo um ambiente mais favorável à produtividade primária. Os resultados de SST foram bastante diferenciados de outros estuários e, além de apontarem para o baixo fluxo fluvial limitado pela ação climática, indicaram alterações provenientes de interferência antrópica, que também são sugeridas a partir das concentrações elevadas de N-amoniacal. O padrão de salinidade foi invertido na maioria dos meses e, considerando o aumento da produtividade primária presumido a partir dos resultados de nitrogênio, fósforo e sólidos suspensos, as características do estuário apontaram para uma adaptação do ambiente às condições de estiagem e hipersalinidade.
Abstract: The estuary of the Piranji river (CE) is located in a predominantly semiarid region and has a unique characteristic by the inverted salinity pattern during most of the year, being higher in the interior than near the mouth. The nutrients are fundamental for a primary production in the estuarine ecosystem, and their biogeochemical cycles reflect as active variables in the environment, being able to transmit relevant information also related to the current context of climatic changes and anthropization of the environment. Therefore, this work sought to analyze the spatial and seasonal dynamics of the main nutrients and suspended solids in the estuary and to consider natural factors that may cause increase or decrease in the concentrations of the investigated variables. The water samples were collected bi-monthly over the year 2015, during the syzygy ebb tide, in three stations on the estuary: upper (E1), medium (E2) and lower (E3). Temperature, pH, salinity, dissolved oxygen and oxygen saturation were measured in situ in a multiparameter probe and the water transparency was measured with a Secchi disk. The concentrations of the nutrients (N-ammoniacal, nitrite, nitrate, total nitrogen, orthophosphate, total phosphorus and silica) were determined by spectrophotometric methods, while total suspended solids (TSS) determinations were performed by gravimetry. At station E1, were found the highest (62.6 ± 0.17) and lowest (9.4 ± 0.04) salinity values, while in the station closest to the mouth (E3) this variation was lower, 36.9 (± 0) to 39.5 (± 0.7). In general, the highest concentrations of all nutrients were found in the upper station (E1), followed by the medium (E2), indicating a dilution of these concentrations by coastal waters, with higher values to dissolved nutrients during the rainy period. The results of suspended solids during the dry period were higher than the rainy period, and the highest concentrations in all months were related to the E1 station. It was observed an influence of rainfall in both nutrient and suspended solids dynamics, as well as salinity, pH and dissolved oxygen concentrations. In the dry period, despite the low variation of TN results in relation to the previous period, the DIN concentrations fell, while the values of TP and TSS increased, suggesting an environment more favorable to primary productivity. The results of TSS were quite different from other estuaries and, in addition to pointing to low river flow limited by climatic action, indicated changes from anthropic interference, which are also suggested from high concentrations of N-ammoniacal. The salinity pattern was inverted in most of the months, considering the increase of the primary production presumed from the results of nitrogen, phosphorus and suspended solids, as characteristics of the estuary pointed to an adaptation of the environment to the drought conditions and hypersalinity. Keywords: Semiarid estuary. Inverse estuary. Ceará. Water quality. Limnology.
Description: MELO, Brenda Rozendo. Como nutrientes e sólidos suspensos variam em um estuário hipersalino?. 2017. 54 f. TCC (Graduação em Ciências Ambientais) - Curso de Ciências Ambientais, Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/25106
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:CIÊNCIAS AMBIENTAIS - TCC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tcc_brmelo.pdf1,55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.