Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/24877
Title in Portuguese: Autoavaliação institucional em Instituição de Ensino Superior no Ceará, na perspectiva da comunidade acadêmica
Title: Institutional Self-Evaluation in Institution of Higher Education in Ceará, in the perspective of the academic community
Author: Martins, Alexciano de Sousa
Advisor(s): Rodrigues, Maria do Socorro de Sousa
Keywords: Avaliação das Instituições de Ensino
Gestão da qualidade total na administração pública
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (Campi de Crateús, CE) - Avaliação institucional
Evaluation
College education
Issue Date: 2017
Citation: Martins, A. S.; Rodrigues, M. S. S. (2017)
Abstract in Portuguese: Busca-se, cada vez mais, a qualidade em tudo o que se oferece à sociedade. No âmbito da Educação Superior no Brasil, não é diferente. Desde a publicação da Lei no 10.861, de 14 de abril de 2004, que instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), a avaliação constitui um dos instrumentos capazes de medir em que nível os cursos precisam melhorar. Tendo o SINAES duas avaliações externas e uma interna e permanente denominada Autoavaliação Institucional (AI), o sistema procura identificar, nas suas três grandes dimensões, organização didático-pedagógica, infraestrutura e corpo docente e tutorial, aspectos que precisam ser melhorados nos cursos e nas instituições de Ensino Superior (IES). A AI é recorrente na academia, mas o que resta saber é se os seus resultados proporcionam as mudanças esperadas e em tempo real. O estudo exploratório de dois casos aqui estudados analisa a AI de dois campi do IFCE, tendo como objetivo conhecer a autoavaliação institucional de uma instituição de Ensino Superior, o IFCE, desde perspectiva de discentes, técnicos e docentes, a fim de verificar a efetividade de melhorias nos cursos e na Instituição, nos anos de 2014 a 2016, decorrentes deste processo avaliativo. Os sujeitos pesquisados foram os gestores, estudantes, docentes e técnicos em Educação dos campi de Tauá e Crateús, no Ceará. A coleta em campo foi realizada por meio de entrevista estruturada com os gestores, em seguida, um questionário específico para cada segmento respondente da autoavaliação institucional, sendo, assim, caracterizada como pesquisa de campo com finalidade exploratória. Complementando a coleta de dados, ouviu-se a Comissão Central de Avaliação e compararam-se as informações coletadas com um estudo anterior na mesma IES com temática semelhante. Notou-se que os gestores usam os dados da AI para realizar suas intervenções nos campi, mesmo sem ser de modo sistematizado com o planejamento. Acerca dos segmentos, pode-se verificar que em alguns aspectos pesquisados e considerados fragilidades na AI, os técnicos, discentes e docentes respondentes deste estudo conseguiram perceber melhorias na IES, como investimentos em infraestrutura, aumento do número de servidores, programas de extensão. Nem sempre, contudo, as ações da gestão para superar as fragilidades apontadas na AI são percebidas ou satisfazem os técnicos administrativos, docentes e discentes, pois são apontados aspectos que não denotam nenhuma melhoria. Por fim, alguns resultados deste estudo devem ser relativizados por conta da rotatividade de servidores e algumas especificidades dos questionários da autoavaliação institucional.
Abstract: We seek, more and more, quality in everything that is offered to society. In the field of Higher Education in Brazil, it is no different. Since the publication of Law No. 10,861 of April 14, 2004, which established the National System for the Evaluation of Higher Education (SINAES), evaluation is one of the instruments capable of measuring the level at which courses need to be improved. Since the SINAES has two external evaluations and an internal and permanent one called Institutional Self-Assessment (AI), the system seeks to identify, in its three large dimensions, didactic-pedagogical organization, infrastructure and faculty and tutorial, aspects that need to be improved in the courses and in the Higher education institutions (HEIs). AI is recurring in academia, but what remains to know is whether its results provide the expected changes in real time. The exploratory study of two cases studied here analyzes the IIA of two IFCE campuses, aiming at knowing the institutional self-assessment of a Higher Education institution, the IFCE, from the perspectives of students, technicians and teachers, in order to verify the effectiveness of Improvements in courses and in the Institution, from 2014 to 2016, resulting from this evaluation process. The subjects studied were the managers, students, teachers and technicians in Education of the campuses of Tauá and Crateús, in Ceará. The field data collection was performed through a structured interview with the managers, then a specific questionnaire for each respondent segment of the institutional self-assessment, being thus characterized as an exploratory field research. Complementing the data collection, the Central Evaluation Commission was heard and the information collected was compared with an earlier study in the same HE with a similar theme. It was noted that managers use the AI ​​data to perform their interventions on the campuses, even without being systematized with planning. Regarding the segments, it is possible to verify that in some aspects researched and considered weaknesses in the AI, the technicians, students and teachers of this study were able to perceive improvements in the HEI, such as investments in infrastructure, increase in the number of servers, extension programs. Not always, however, the actions of the management to overcome the weaknesses pointed out in the AI ​​are perceived or satisfied by the administrative technicians, teachers and students, since they point out aspects that do not denote any improvement. Finally, some results of this study should be relativized due to server turnover and some specificities of the institutional self-assessment questionnaires.
Description: MARTINS, Alexciano de Sousa. Autoavaliação institucional em Instituição de Ensino Superior no Ceará, na perspectiva da comunidade acadêmica. 2017. 144f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior, Fortaleza (CE), 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/24877
Appears in Collections:POLEDUC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_dis_asmartins.pdf1,97 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.