Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/24670
Título: Schistosoma mansoni em escolares e em trabalhadores do canteiro de obras da transposição do Rio São Francisco no município de Brejo Santo-CE
Título em inglês: Schistosoma mansoni in schoolchildren and workers from the construction site of São Francisco River transposition in the municipality of Brejo Santo-CE
Autor(es): Silva Filho, José Damião da
Orientador(es): Bezerra, Fernando Schemelzer de Moraes
Palavras-chave: Transposição do Rio São Francisco
Diagnóstico
Schistosoma mansoni
Escolares
Trabalhadores
Epidemiologia
Data do documento: 27-Jul-2017
Citação: SILVA FILHO, J. D. ; BEZERRA, F. S. M. (2017)
Resumo: O Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional pode criar mudanças eco-bio-sociais que podem possibilitar o surgimento e/ou o aumento de doenças, como a esquistossomose, nas populações locais e nos trabalhadores das obras. O Projeto prevê a construção de dois canais: o Eixo Norte que levará água para os sertões de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte; e o Eixo Leste, que beneficiará Pernambuco e Paraíba. As obras da Transposição do Rio São Francisco no estado do Ceará fomentam grandes preocupações no contexto da saúde pública. Isso se justifica por amplas fronteiras geográficas com diversos estados que apresentam diferentes índices de prevalência, carga parasitária para Schistosoma mansoni e a presença da Biomphalaria glabrata. Sendo assim, a determinação da presença do Schistosoma mansoni em escolares de 7 a 14 anos e em trabalhadores do canteiro de obras no município de Brejo Santo-CE surgiu como uma alternativa para detectar áreas focais para a esquistossomose e para prevenir a transmissão desta doença na população das áreas envolvidas nesta obra. Para isso, por meio de um estudo epidemiológico de corte transversal, buscou-se identificar a presença de ovos de S. mansoni através do método parasitológico Kato-Katz em amostras de fezes (com alteração do número de lâminas – realização de 3 lâminas de cada amostra) e a presença de antígeno catódico circulante de S. mansoni através de testes rápidos imunocromatrograficos (POC-CCA1 e POC-CCA2) em urinas dos indivíduos participantes. No geral, as taxas de positividade para S. mansoni foram de 1,90% (2/106) entre escolares e de 2,88% (4/138) entre trabalhadores. Dois (1,44%) trabalhadores foram positivos pelo Kato-Katz e 3 (2,16%) pelo POC-CCA1 e POC-CCA2. Nenhuma criança teve evidência de ovos de S. mansoni pelo Kato-Katz; pelo POC-CCA2 (1,90%) foram positivas. Se os traços fossem considerados negativos na análise implicaria em taxas de positividade de 0,95% e 0,72% para escolares e trabalhadores, respectivamente. Reconheceu-se a transmissão ativa da esquistossomose nessa região abrangida pelo PISF, reforçando a necessidade do desenvolvimento e da implementação de políticas de saúde que visem ações de controle e de vigilância epidemiológica para esquistossomose frente ao maior projeto hídrico em construção no Brasil.
Abstract: The São Francisco River Integration Project with the watersheds of the northern Northeast can provide eco-bio-social changes that allow the increase and / or the emergence of diseases, such as schistosomiasis, in local populations and in construction workers. The project foresees the construction of two watercourses: the Northern watercourse that will bring water to the backlands of the States of Pernambuco, Ceará, Paraíba and Rio Grande do Norte, and the Leste watercourse, which will benefit Pernambuco and Paraíba States. The works of the Transposition of the São Francisco River in the state of Ceará raise great concerns in the context of public health. This is justified by geographical boundaries with several states with different prevalence rates, parasitic load for Schistosoma mansoni and the presence of Biomphalaria glabrata. Thus, the determination of the presence of S. mansoni in schoolchildren from 7 to 14 years old and workers from the construction site in the municipality of Brejo-Santo-CE emerged as an alternative to detect focal areas for Schistosomiasis, in order to subsidize tools for prevention and control of this disease in the construction site workers. For this end, a cross-sectional epidemiological study was carried out to identify the presence of S. mansoni eggs through the Kato-Katz parasitological method in faeces samples (with changes in the number of slides - 3 slides of each sample) and the presence of S. mansoni circulating cathodic antigen by immunochromatographic rapid tests (POC-CCA1 and POC-CCA2) in urine of the participants.: In general, the positivity rates for S. mansoni were 1.90% (2/106) among schoolchildren and 2.88% (4/138) among workers. Two (1.44%) workers were positive by Kato-Katz and 3 (2.16%) by POC-CCA1 and POC-CCA2. No child had evidence of S. mansoni eggs by Kato-Katz; by POC-CCA2 (1.90%) were positive. If the traces were considered negative in the analysis, it would imply positivity rates of 0.95% and 0.72% for schoolchildren and workers, respectively. The active transmission of schistosomiasis in this region covered by the PISF was recognized, reinforcing the need for the development and implementation of health policies aimed at control actions and epidemiological surveillance for schistosomiasis in the context of the largest water project under construction in Brazil.
Descrição: SILVA FILHO, J. D. Schistosoma mansoni em escolares e em trabalhadores do canteiro de obras da transposição do Rio São Francisco no município de Brejo Santo-CE. 2017. 98 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/24670
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_dis_jdsilvafilho.pdf3,41 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.