Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2378
Title in Portuguese: Implicações do capital social e do capital político no desenvolvimento econômico
Author: Barreto, Ricardo Candéa Sá
Arraes, Ronaldo de Albuquerque e
Keywords: Capital social
Desenvolvimento humano
Capital político
Issue Date: 2002
Publisher: Forum BNB de Desenvolvimento / Encontro Regional de Economia
Citation: ARRAES, Ronaldo de Albuquerque e; BARRETO, Ricardo Candéa Sá. Implicações do capital social e do capital político no desenvolvimento econômico. FORUM BNB DE DESENVOLVIMENTO / ENCONTRO REGIONAL DE ECONOMIA, 7., 2002, Fortaleza. Anais...Fortaleza: BNB, 2002.
Series/Report no.: 7;
Abstract in Portuguese: O objetivo deste trabalho é verificar empiricamente os efeitos de variáveis institucionais e do capital social na elevação do nível de PIB per capita e na promoção do desenvolvimento. Neste tocante, apesar da extrema relevância de contribuição das variáveis macroeconômicas tradicionais, como tecnologia, capitais físico e humano, variáveis fiscais e monetárias,buscarse- á também verificar a influência das variáveis institucionais tiveram sobre estas. A hipótese que dá sustentação aos testes realizados é a de que capital social e variáveis institucionais como qualidade da burocracia, aplicação da lei; corrupção; liberdades civis; risco de conflito externo; etc. poderiam ter traçado outras trajetórias no processo de crescimento e desenvolvimento econômico. Nesse sentido, duas análises empíricas foram conduzidas. Uma, relaciona países, e a outra os estados brasileiros. Tendo como base metodológica modelos econométricos, comprovou-se que é inequívoca a influência que o capital social e as variáveis políticas de cunho institucionais exercem sobre o processo de crescimento econômico.
Abstract: The objective of this paper is to verify empirically which variables possess robustness to explain variations in the per capita GDP. It is not to be pursued the contribution of traditional macroeconomic variables themselves, monetary or fiscal variables, but mainly the influence of institutional variables on them, consequently on growth. Endogenous growth theory is the background to support the empirical results. The methodological hypotheses are that social capital and institutional variables, for instance red tape bureaucracy, civil rights, corruption, law enforcement, external conflicts, etc, may hinder the economic growth process. In this reasoning, two analyses gathering worldwide countries and brazilian states were performed by econometric models to test the effects of those variables on the growth path of countries and states. In conclusion, it is doubtless the significance that social and institutional variables play on determining the contemporaneous stage of economic development.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2378
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Appears in Collections:CAEN - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2002_art_raarraes.pdf155,46 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.