Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/23579
Title in Portuguese: A variação de preposições com verbo ir de movimento em comunidades rurais do semiárido baiano
Author: Jesus, Hilmara Moura de
Keywords: Variação
Preposições a, para e em
Verbo ir de movimento
Variation
Issue Date: 2012
Publisher: Revista Entrepalavras
Citation: Jesus, H. M. (2012)
Abstract in Portuguese: Este artigo consiste na análise da regência variável do verbo ir de movimento no dialeto das comunidades de Matinha, distrito de Feira de Santana, Piabas, localizada no município de Caém, antigo distrito de Jacobina, Barra/Bananal e Mato Grosso, na Chapada Diamantina, Casinhas, Tapera e Lagoa do Inácio, em Jeremoabo. Para o desenvolvimento da pesquisa, foi utilizada uma amostra extraída de 72 informantes que compõem o corpus do Projeto “A Língua Portuguesa no Semiárido Baiano”. Baseado no âmbito da Sociolinguística Variacionista, o presente estudo é direcionado para descrever o fenômeno da variação que envolve as preposições a, para e em introduzidas pelo verbo ir de movimento e analisar os fatores condicionantes (linguísticos e sociolinguísticos) do uso dessas preposições. Os resultados apontam indícios de uma mudança praticamente concluída, visto ter-se encontrado apenas seis ocorrências com a preposição a. Dentre as 582 ocorrências que constituem os corpora, destacam-se 418 realizações com a variante para (71%) e 164 com a variante em (29%). O programa estatístico Goldvarb 2001 selecionou as variáveis grau de definitude do nome locativo, permanência no local, pessoa do discurso, comunidade, tempo verbal, sexo/gênero, escolaridade, (in)determinação do sujeito e narratividade do discurso como as determinantes na regência variável do verbo ir de movimento.
Abstract: This article consists in the analysis of variable regency of the verb ir concerning movement in the dialect from communities of Matinha, district of Feira de Santana, Piabas, located in the city of Caem, a former district of Jacobina, Barra / Bananal and Mato Grosso, in Chapada Diamantina, Casinhas, Tapera e Lagoa do Inácio, in Jeremoabo. For the development of research, we used a sample drawn from 72 informants who make up the corpus of the project “A Língua Portuguesa no Semi-árido Baiano”. Based on the ambit of Sociolinguistics Variacionist, the present study is aimed to describe the phenomenon of change involving the prepositions a, para e em introduced by the verb ir of movement and examine the factors that influence (linguistic and sociolinguistic) the use of these prepositions. The results hint at a change practically concluded, since it had found only six instances with the preposition a. Among the 582 events that constitute the corpora are highlighted with 418 achievements for the variant para (71%) and 164 with the variant em (29%). The statistical Goldvarb 2001 shows the variables degree of definiteness of the locative name, stay in place, the person speaking, community, tense, sex / gender, education, (in)determination of the subject and speech narrative as the determining variable in the regency of the verb irof movement.
Description: JESUS, Hilmara Moura de. A variação de preposições com verbo ir de movimento em comunidades rurais do semiárido baiano. Revista Entrepalavras, Fortaleza, ano 2, v. 2, n. 1, p. 306-325, jan./jul. 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/23579
ISSN: 2237-6321 (online)
Appears in Collections:DLV - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_art_hmjesus.pdf2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.