Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22774
Title in Portuguese: Organização social do trabalho: qualidade de vida e alienação, duas faces de uma mesma moeda
Title: The social organization of the work: quality of life in the work e alienation, two sides of the same coin
Author: Carvalho, Eliane Nunes de
Advisor(s): Arrais Neto, Enéas de Araújo
Keywords: Organização social
Qualidade de vida no trabalho
Força de trabalho
Work
Capital
Issue Date: 2006
Citation: Carvalho, E. N.; Arrais Neto, E. A. (2006)
Abstract in Portuguese: Esta dissertação se propõe a analisar a organização social do trabalho na ordem burguesa, enfocando a relação histórica entre os modelos produtivos e as formas de organização do trabalho humano e destacando os processos de melhoria da qualidade de vida no trabalho e as nuanças do trabalho alienado. Esta análise parte de um levantamento sobre as transformações socioeconômicas iniciadas com o Fordismo e segue o percurso histórico até a Reestruturação Produtiva, destacando, neste último, o papel desempenhado pelo Estado Neoliberal. No segundo momento, fizemos um resgate histórico da organização do trabalho salientando as formas de inserção da classe trabalhadora através da exploração de sua força de trabalho e as formas de resistências possíveis em cada momento, percebendo os caminhos traçados e conquistados para a melhoria das condições de vida no trabalho. Depois de toda explanação, refletimos sobre a apropriação das teorias motivacionais e dos processos de melhoria da vida do trabalhador como uma estratégia para beneficiar o capital. No terceiro momento, partindo do pressuposto que a alienação é parte constituinte do capitalismo e que tem um papel fundamental na desumanização do trabalhador, fizemos uma exposição categorial e analisamos como os processos de qualidade de vida no trabalho e alienação coexistem. Na análise final, constatamos que não podemos negar a importância das melhorias das condições físicas, humanas e sociais do trabalho, entretanto, somente em uma outra forma de sociabilidade, com a organização social do trabalho livremente associada, o trabalhador irá superar a condição de explorado, através da emancipação de sua classe e de toda a humanidade em que todos poderão experimentar e vivenciar a autonomia plena.
Abstract: This paper considers analyzing the social organization of the work in the bourgeois order, focusing the historical relation between the productive models and the forms of organization of the human work and detaching the processes of improvement of the quality of life in the work and nuances of the mentally ill work. This analysis originates from a survey on the social-economic transformations initiates with the Industrial Revolution and follows the historical passage analyzing the Fordismo and the Productive Reorganization, detaching in this last, the role played for the Neoliberal State. In the second moment, a historical rescue of the organization of the work was made pointing out the forms of insertion of the proletariat through the exploration of its force of work and the forms of possible resistance at each moment, perceiving the ways conquered tracings and for the improvement of the conditions of life in the work. After all explanation, we reflect on the appropriation of the motivation theories and the processes of improvement of the life of the worker as a strategy to benefit the capital. At the third moment, leaving of the estimated one that the alienation is part of the capitalism and that has a basic role in the negation of the humanity of the worker, we made a categorical exposition and we analyze as the processes of quality of life in the work and alienation walks side by side. In the final analysis, we evidence that we cannot deny the importance of the improvements of the physical conditions and the conditions of social and human of the worker, however, only in another form of sociability, with the social organization of the work freely associated, the worker will go to surpass the explored condition of, through the emancipation of the proletariat and all the humanity where everybody will be able to try and to live deeply the happiness to be free.
Description: CARVALHO, Eliane Nunes de . Organização social do trabalho: qualidade de vida e alienação, duas faces de uma mesma moeda. 2006. 89f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22774
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_dis_encarvalho.pdf947,68 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.