Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18673
Title in Portuguese: FOLE: Um framework conceitual para avaliação de desempenho da elasticidade em ambientes de computação em nuvem
Title: FOLE: A conceptual framework for elasticity performance analysis in cloud computing environments
Author: Coutinho, Emanuel Ferreira
Advisor(s): Souza, José Neuman de
Co-advisor(s): Gomes, Danielo Gonçalves
Keywords: Ciência da computação
Computação em nuvem
Elasticidade
Análise de desempenho
Metodologia
Cloud computing
Elasticity
Performance analysis
Methodology
Issue Date: 2014
Citation: COUTINHO, Emanuel Ferreira. FOLE: Um framework conceitual para avaliação de desempenho da elasticidade em ambientes de computação em nuvem. 2014. 151 f. Tese (Doutorado em ciência da computação)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2014.
Abstract in Portuguese: Atualmente muitos clientes e provedores estão utilizando recursos de ambientes de Computação em Nuvem, tais como processamento e armazenamento, para suas aplicações e serviços. Devido à facilidade de utilização, baseada no modelo de pagamento por uso, é natural que a quantidade de usuários e suas respectivas cargas de trabalho também cresçam. Como consequência, os provedores devem ampliar seus recursos e manter o nível de qualidade acordado com os clientes, sob pena de quebras do Service Level Agreement (SLA) e consequentes multas. Com o aumento na utilização de recursos computacionais, uma das características principais da Computação em Nuvem tem se tornado bastante atrativa: a elasticidade. A elasticidade pode ser definida como o quanto uma nuvem computacional se adapta a variações na sua carga de trabalho através do provisionamento e desprovisionamento de recursos. Devido à pouca disponibilidade de informação em relação à configuração dos experimentos, em geral não é trivial implementar conceitos de elasticidade, muito menos aplicá-los em ambientes de nuvens computacionais. Além disso, a maneira de se medir a elasticidade não é tão óbvia, e bastante variada, não havendo ainda uma padronização para esta tarefa, e sua avaliação pode ser executada de diferentes maneiras devido às diversas tecnologias e estratégias para o provimento da elasticidade. Um aspecto comum na avaliação de desempenho da elasticidade é a utilização de recursos do ambiente, como CPU e memória, e mesmo sem ter uma métrica específica para a elasticidade, é possível se obter uma avaliação indireta. Nesse contexto, este trabalho propõe o FOLE, um framework conceitual para a realização de análise de desempenho da elasticidade em nuvens computacionais de maneira sistemática, flexível e reproduzível. Para apoiar o framework, métricas específicas para a elasticidade e métricas para sua medição indireta foram propostas. Para a medição da elasticidade em Computação em Nuvem, propomos métricas baseadas em conceitos da Física, como tensão e estresse, e da Microeconomia, como Elasticidade do Preço da Demanda. Adicionalmente, métricas baseadas em tempos de operações de alocação e desalocação de recursos, e na utilização desses recursos foram propostas para apoiar a medição da elasticidade. Para verificação e validação da proposta, dois estudos de caso foram realizados, um em uma nuvem privada e outro em uma nuvem híbrida, com experimentos projetados utilizando microbenchmarks e uma aplicação científica clássica, executados sobre uma infraestrutura baseada em conceitos de Computação Autonômica. Por meio desses experimentos, o FOLE foi validado em suas atividades, permitindo a sistematização de uma análise de desempenho da elasticidade. Os resultados mostram que é possível avaliar a elasticidade de um ambiente de Computação em Nuvem por meio de métricas específicas baseadas em conceitos de outras áreas de conhecimento, e também complementada por métricas relacionadas a tempos de operações e recursos de maneira satisfatória.
Abstract: Currently, many customers and providers are using resources of Cloud Computing environments,such as processing and storage, for their applications and services. Through ease of use, based on the pay per use model, it is natural that the number of users and their workloads also grow. As a result, providers should expand their resources and maintain the agreed level of quality for customers, otherwise breaks the Service Level Agreement (SLA) and the resulting penalties. With the increase in computational resources usage, a key feature of Cloud Computing has become quite attractive: the elasticity. Elasticity can be defined as how a computational cloud adapts to variations in its workload through resources provisioning and deprovisioning. Due to limited availability of information regarding configuration of the experiments, in general is not trivial to implement elasticity concepts, much less apply them in cloud environments. Furthermore, the way of measuring cloud elasticity is not obvious, and there is not yet a standard for this task. Moreover, its evaluation could be performed in different ways due to many technologies and strategies for providing cloud elasticity. A common aspect of elasticity performance analysis is the use of environmental resources, such as CPU and memory, and even without a specific metric, to allow an indirectly assess of elasticity. In this context, this work proposes FOLE, a conceptual framework for conducting performance analysis of elasticity in Cloud Computing environments in a systematic, flexible and reproducible way. To support the framework, we proposed a set of specific metrics for elasticity and metrics for its indirect measurement. For the measurement of elasticity in Cloud Computing, we proposed metrics based on concepts of Physics, such as strain and stress, and Microeconomics, such as Price Elasticity of Demand. Additionally, we also proposed metrics based on resources allocation and deallocation operation times, and used resources, to support the measurement of elasticity. For verification and validation of the proposal, we performed two experiments, one in a private cloud and other in a hybrid cloud, using microbenchmarks and a classic scientific application, through a designed infrastructure based on concepts of Autonomic Computing. Through these experiments, FOLE had validated their activities, allowing the systematization of a elasticity performance analysis. The results show it is possible to assess the elasticity of a Cloud Computing environment using specific metrics based on other areas of knowledge, and also complemented by metrics related to time and resources operations satisfactorily.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18673
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DCOMP - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_tese_efcoutinho.pdf4,33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.