Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18113
Título: Os 40 anos de Trabalho e capital monopolista, de Harry Braverman: a persistente fragilidade sindical nos assuntos relacionados ao processo de trabalho
Autor(es): COTANDA, Fernando Coutinho
Palavras-chave: Processo de trabalho
Capitalismo
Monopolismo
Data do documento: 2015
Editor: Revista de Ciências Sociais
Citação: COTANDA, F. C. (2015)
Resumo: O livro Trabalho e capital monopolista: a degradação do trabalho no século XX”, de Harry Braverman, publicado no ano de 1974, ocupa um lugar de destaque no pensamento contemporâneo sobre relações de trabalho. A investigação empírica, as proposições teóricas e a crítica social que ali encontramos ensejaram um intenso debate em torno do processo de trabalho, em uma perspectiva analítica que, como veremos, estava obscurecida pelos enfoques funcionalistas. O presente artigo retoma o debate em torno do processo de trabalho, enfatizando a contribuição e algumas críticas, recorrentes, ao livro de Harry Braverman. Motivados pelo “Debate sobre o processo de trabalho” (Labour Process Debate), afirmamos a pertinência da influência sindical sobre o processo de trabalho e, simultaneamente, demonstramos a persistente fragilidade dos sindicatos no tratamento dos assuntos da produção...
Descrição: COTANDA, Fernando Coutinho. Os 40 anos de Trabalho e capital monopolista, de Harry Braverman: a persistente fragilidade sindical nos assuntos relacionados ao processo de trabalho. Revista de Ciências Sociais, Fortaleza, v. 46, n. 2, p. 173-200, jul./dez. 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18113
ISSN: 2318-4620
0041-8862
Aparece nas coleções:DCSO - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_art_fccotanda.pdf299,87 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.