Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15676
Title in Portuguese: Helmintos parasitas do lagarto exótico hemidactylus mabouia (moreau de jonnès, 1818) (squamata, gekkonidae): padrões de infecção e efeito da distância geográfica na similaridade das comunidades
Title: Parasites of the exotic lizard Hemidactylus mabouia (Moreau de Jonnes, 1818) (Squamata, Gekkonidae): patterns of infection and effect of geographic distance in communities simillarity
Author: Bezerra, Castiele Holanda
Advisor(s): Nojosa, Diva Maria Borges
Keywords: Padrões de infecção
Ecologia parasitária
Modelo espécie-distância
Issue Date: 2014
Citation: BEZERRA, Castiele Holanda. Helmintos parasitas do lagarto exótico hemidactylus mabouia (moreau de jonnès, 1818) (squamata, gekkonidae): padrões de infecção e efeito da distância geográfica na similaridade das comunidades. 2014. 57 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.
Abstract in Portuguese: As comunidades biológicas podem variar espacialmente seguindo uma relação de diminuição de similaridade conforme aumenta a distância entre elas. Apesar de os parasitas representarem bons modelos em estudos abordando riqueza e estrutura de comunidades biológicas, estudos sobre a dinâmica ecológica de populações e comunidades de parasitas ainda são bastante escassos. Nosso objetivo neste trabalho foi inventariar as comunidades de helmintos associados a diferentes populações do lagarto Hemidactylus mabouia (Moreau de Jonnès, 1818) no nordeste brasileiro, a fim de investigar as relações parasita-hospedeiro quanto aos padrões de infecção e testar se a similaridade entre as comunidades de parasitas diminui com o aumento da distância. Para isso, coletamos amostras de sete populações de H. mabouia no litoral do nordeste brasileiro, identificamos suas comunidades componentes de parasitas e relacionamos os padrões de infecção com as características do hospedeiro. Testamos também a relação da similaridade com a distância geográfica. A riqueza de parasitas varia entre as populações de H. mabouia, porém os padrões de infecção das espécies comuns a todas elas são similares. O número de espécies de parasitas, a intensidade e prevalência deles aumentam com o tamanho do hospedeiro, o que pode ser resultado do acúmulo de eventos de infecção ao longo da vida. Machos e fêmeas não diferiram quanto à intensidade e prevalência de infecção e isso deve ser reflexo da semelhança intersexual na dieta. O parasitismo pode ou não levar a uma diminuição do investimento reprodutivo das fêmeas em H. mabouia, o que pode indicar que nem todos os parasitas levam a uma diminuição significativa de energia do hospedeiro. Diferente do esperado, não encontramos uma relação de diminuição da similaridade com a distância entre as comunidades de parasitas das populações do hospedeiro, e isso pode ser explicada por fatores como as características do contato entre suas populações ou ainda as formas de transmissão da maioria das espécies parasitas.
Abstract: Biological communities can vary spatially according to a relationship of decay of similarity with increasing distance between them. Although parasites represent good models for studies about richness and structure of biological communities, studies about ecological dynamics of parasite populations and communities are still scarce. Our objective in this work was to report the helminth communities associated to different populations of the lizard Hemidactylus mabouia (Moreau de Jonnès, 1818) in Northeast Brazil, to investigate the host-parasite relationships regarding infection patterns and to test if the similarity among parasite communities decreased as distance increased. For this, we collected H. mabouia population samples from the Northeast coast of Brazil, identified their parasite component communities and related the infection patterns to host features. We also tested the distance decay similarity relationship. The parasite richness varies among H. mabouia populations, but the infection patterns of the common parasite species are similar. The parasite species number, intensity and prevalence increase with host size, and may be the result of infection events accumulation with time. Males and females do not differ concerning infection intensity and prevalence, and this may be the result of intersexual diet similarity. Parasitism may or may not lead to a decrease in reproductive investment in females H. mabouia, which may indicate that these parasites do not lead to a significant decrease of host energy. Unexpectedly, we find no distance decay similarity relation among parasite communities of host populations, what may be explained by factors such as characteristics of contact between host populations or the transmission mode of most parasite species.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15676
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DBIO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dis_chbezerra.pdf651,96 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.