Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15661
Title in Portuguese: História de vida do caranguejo Goniopis Cruentata(Latreille, 1803) em um manguezal do nordeste brasileiro
Title: Life history of the crab Goniopsis cruentata (Latreille, 1803) in a mangrove from Northeast Brazil.
Author: Lira, José Jonathas Pereira Rodrigues de
Advisor(s): Silva, José Roberto Feitosa
Keywords: Caranguejo
População biológica
Maturidade fisiológica
Issue Date: 2012
Citation: LIRA, José Jonathas Pereira Rodrigues de. História de vida do caranguejo Goniopis Cruentata(Latreille, 1803) em um manguezal do nordeste brasileiro. 2012. 54 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.
Abstract in Portuguese: A história de vida de um organismo envolve a interação entre manutenção, crescimento e reprodução. Essa teoria se propõe a explicar as variações nos aspectos populacionais de uma espécie em função das condições e recursos disponíveis no ambiente, sendo a base teórica para estudos relativos à dependência de densidade. A densidade é um fator regulador da dinâmica populacional por promover competição. O presente estudo se propõe a responder a seguinte questão: a densidade influencia o tamanho, a maturidade sexual e a proporção sexual em uma população do caranguejo Goniopsis cruentata?As condições ambientais influenciam os aspectos biológicos e potencializam os efeitos da densidade nesta espécie? Expedições de campo foram conduzidas, mensalmente, de janeiro a novembro de 2011, nos municípios de Aracati e Fortim, Ceará, Brasil. Os animais foram coletados manualmente em duas estações de coleta, Alfredo (A) e Caldeleiro (C), em uma área de 400m² para cada estação, durante 40 minutos. Os indivíduos foram sexados e mensurados quanto a sua largura de carapaça, comprimento do gonópodo nos machos e largura do abdômen nas fêmeas. Dez indivíduos de cada estação foram submetidos a processamento histológico para determinação do estágio de desenvolvimento gonadal. A densidade foi calculada pelo número de indivíduos por área (ind/m²) e correlacionada aos fatores abióticos: pluviosidade, pH e salinidade do solo. Os espécimes foram distribuídos em classes de tamanho, por estação e por sexo. Também foram calculadas a razão sexual e as maturidades morfológica e fisiológica. Os fatores abióticos de pluviosidade, pH e salinidade do solo foram mensurados e correlacionados à densidade de cada estação. A densidade da estação A foi maior que a da estação C, o que pode ocorrer em função da maior disponibilização de nutrientes nesta área, devido ao pH mais baixo que a estação C. A pluviosidade se correlacionou com a densidade em C, devido a esta estação apresentar topografia menos elevada, sofrendo maior influencia do nível de água do rio. A salinidade do solo não apresentou diferenças entre as estações. O tamanho médio entre machos não variou entre as estações, ao contrário do que ocorreu em fêmeas, com tamanho médio maior na estação com mais densa. Em ambos os sexos, os tamanhos máximos maiores foram observados na estação com maior densidade, indicando menor mortalidade entre adultos e, assim, possibilitando retardo da maturidade nesta estação. A distribuição em classes de tamanho não divergiu entre as estações, mas apresentou uma tendência a ser bimodal na estação com maior densidade e unimodal na estação com densidade menor. Esse resultado pode indicar influência da densidade na distribuição em classes de tamanho. A maturidade sexual foi antecipada na estação com densidade menor e retardada na estação com densidade maior, como previsto pela teoria de história de vida. Essa tática pode ser resultado de taxas de mortalidade maiores entre juvenis na estação mais densa e maiores entre adultos na estação menos densa. A proporção sexual não diferiu entre as estações, mas houve tendência de maior proporção de machos na área com maior densidade, o que pode acarretar em maior competição entre machos pelas fêmeas. A maior proporção de fêmeas observada na área de densidade menor pode proporcionar uma limitação espermática. Os resultados obtidos para o caranguejo Goniopsis cruentata no presente estudo corroboram as previsões da teoria de história de vida: (1) em populações com densidade menor, a maturidade sexual é antecipada e os organismos alcançam tamanhos menores, e em densidade maior a maturidade é retardada com organismos atingindo tamanhos maiores; (2) A distribuição em classes de tamanho foi diferente entre as estações de coleta, indicando influencia da densidade populacional.
Abstract: The life history traits of an organism are the result of trade-offs between maintenance, growth and reproduction. This theory aims to explain the variations in the population aspects of a given species in function of the conditions and available resources in the environment, being the theoretical basis for studies dealing on the dependence of density. The density is a factor regulating the population dynamics since it promotes the competition for resources and, thus, it influences the attributes of life history. The present study aims to answer the following questions: does density influence size and sexual maturity in a population of the crab Goniopsis cruentata? Do the environmental conditions influence the biological aspects and increase the density effects on this species? Field work was conducted from January to November 2011, in the Municipalities of Aracati and Fortim (Ceará, Brazil). The crabs were manually collected in two sampling stations, Alfredo and Caldeleiro, in an area of 400m² for each station, during 40 minutes. The individuals collected were sexed and measured at the carapace width, gonopod length (males) and abdomen width (females). Ten individuals from each station were submitted to a histological procedure to determine the stage of gonad development. Density was calculated as the number of individuals per area (ind/m²). The individuals collected were distributed in size classes, by station and by sex. Morphological and physiological maturities were also calculated. Abiotic factors such as rainfall, pH and salinity of the soil were measured and correlated to the density of each station. The density of the Alfredo station was higher than the Caldeleiro station one, which may occur due to the greater availability of nutrients at this area, due to the lower pH than the Caldeleiro station. The rainfall was correlated to the density at Caldeleiro, due to the fact that this station presented a lower topography, suffering a greater influence of the level of the river. The salinity of the soil did not show differences between the stations. Males mean size did not differ between the stations, contrary to what occurred in females, with larger mean size at the highest density local. In both sexes, the larger maximum sizes were observed in the station with higher density, showing lower mortality between adults and, thus, allowing a delay in maturation at this local. The size class distribution did not differ between the stations, but presented a tendency to be bimodal at the station with higher density and unimodal at the station with lower density. This result may indicate the influence of the density in the distribution by size classes. The sexual maturity was anticipated in the lowest density local and delayed in the highest density local, as predicted by the life history theory. This pattern may be a result of higher mortality rates in juveniles at the highest density local and higher mortality rates between adults at the less dense area. The larger proportion of females observed at the highest density area may provide a spermatic limitation. Males, copulating with a higher number of females, do not have the capacity to produce spermatozoids to fertilize all of them. The results of the present study corroborate the predictions of the life history theory: (1) in populations with lower density, sexual maturity is anticipated and organisms attain smaller sizes, and in populations with higher density maturity is delayed and organisms attain larger sizes; (2) the distribution in size classes was different between the sampling areas, showing the influence of the population density.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15661
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DBIO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_jjprlira.pdf1,06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.