Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15348
Title in Portuguese: Determinações do grau de qualidade do emprego: um ensaio em modelo de painel dinâmico
Title: Determination of employment quality level: an essay in dynamic panel model
Author: Paulo, Evânio Mascarenhas
Advisor(s): Tabosa, Francisco José Silva
Keywords: Mercado de trabalho
Qualidade das ocupações
Dados em painel
Issue Date: 2015
Citation: PAULO, Evânio Mascarenhas. Determinações do grau de qualidade do emprego: um ensaio em modelo de painel dinâmico. 2015. 79 f.: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Departamento de Pós-Graduação em Economia Rural, Fortaleza-CE, 2015.
Abstract in Portuguese: Esse ensaio trata de questões relativas ao nível de qualidade do emprego no Brasil nos anos recentes, em especial o emprego rural. O início dessa pesquisa se constitui na percepção relativa a mudanças nas relações de produção no campo e seus respectivos desdobramentos sobre as relações de trabalho. Os estudos teóricos apontam para um processo de aproximação das esferas urbanas e rurais, seja do ponto de vista da produção como das relações de trabalho, caracterizando, assim, uma urbanização para além dos limites das cidades. Assim, aplica-se, nesse estudo, uma metodologia específica a fim de captar possíveis condicionantes da qualidade do emprego. Ademais, propõe-se um índice que se acredita ser capaz de dar uma ideia do nível de qualidade dos mercados de trabalho analisados aqui. Em seguida, aplica-se um conjunto de quatro equações para dados em painel de modo a verificar possíveis condicionantes do índice de qualidade do emprego proposto. O IQE proposto nesta pesquisa mostrou uma profunda heterogeneidade nas relações de trabalho seja nas atividades econômicas seja nos espaços estudados. De modo geral, os trabalhadores agrícolas enfrentam condições de trabalha precárias que os seus correspondes não agrícolas. Ainda sobre assimetria no mercado de trabalho pode-se registrar as diferenças existentes entre o emprego urbano e rural. O universo rural persiste como um ambiente mais precário quando comparado ao meio urbano, muito embora as diferenças venham diminuindo com o tempo. Assim, no que diz respeito a resposta da qualidade das ocupações em relação ao crescimento econômico, observa-se que o emprego agrícola responde de maneira inversa ao crescimento da agricultura, em virtude se ser, neste setor, onde se encontram os piores níveis de qualidade do emprego e positivamente ao crescimento das atividades não agrícolas onde as formas de contratação são menos precárias. No caso do emprego não agrícola, o crescimento econômico aparentemente não tem tido grandes impactos sobre a qualidade do emprego não agrícola. Assim, o crescimento econômico, neste caso, apenas estende aos novos trabalhadores contratados as mesmas formas de contratação já existentes sem alterar o nível médio de qualidade do emprego no mercado de trabalho como um todo. A pesquisa mostrou também que o crescimento dos rendimentos do trabalho e o nível de escolaridade médio dos trabalhadores são instrumentos importantes não só na ampliação dos níveis de qualidade do emprego, mas também estratégia de superação de “dilemas” dos mercados pesquisados, como é o caso da heterogeneidade verificada entre os grupos que pesquisamos.
Abstract: This essay deals with questions concerning the level of quality of employment in Brazil in recent years, especially rural employment. The beginning of this research, there is the perception concerning changes in production relations in the field and their impacts on labor relations. Theoretical studies point to a process of approximation of the urban and rural spheres, from the point of view of production and labor relations, which gives it an urbanization beyond the limits of cities. So, if applicable, in this study, a specific methodology to capture possible determinants of quality of employment. Moreover, we propose an index that is believed to be able to give an idea of the level of quality of labor markets discussed here. Then applies a set of four equations for panel data to identify possible determinants of the quality score of the proposed job. The IQE in this research showed a profound heterogeneity in labor relations is in economic activities is in the studied areas. In general, agricultural workers face poor working conditions than their non-agricultural respond to it. Still on asymmetry in the labor market can register the differences between urban and rural employment. The rural universe remains a more precarious environment when compared to urban areas, although the differences come decreasing with time. Thus, as regards the response of the quality of occupations in relation to economic growth, it is observed that agricultural employment responds inversely to growth in agriculture, due to be in this industry, where the worst quality levels employment and positively to the growth of non-agricultural activities where hiring forms are less precarious. In the case of non-agricultural employment, economic growth apparently has not had major impacts on the quality of non-agricultural employment. Thus, economic growth, in this case, only extends to new workers hired the same forms of existing contracts without changing the average level of quality of employment in the labor market as a whole. The survey also showed that the growth of labor income and the average educational level of workers is an important tool not only in the expansion of the levels of job quality, but also coping strategy of "dilemmas" of the surveyed markets, such as the observed heterogeneity among the groups surveyed.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15348
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DEA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_empaulo.pdf1,09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.