Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15277
Title in Portuguese: Comportamento heterogêneo da educação na desigualdade setorial da renda: uma análise para o Brasil, nordeste e sudeste nos anos 2004 e 2013
Author: Feijó, Janaína Rodrigues
Advisor(s): França, João Mário Santos de
Keywords: Desigualdade social
Educação
Mercado de trabalho
Issue Date: 2015
Citation: FEIJÓ, Janaína Rodrigues. Comportamento heterogêneo da educação na desigualdade setorial da renda: uma análise para o Brasil, nordeste e sudeste nos anos 2004 e 2013. 2015. 54f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Fortaleza - Ce, 2015.
Abstract in Portuguese: Este trabalho tem como objetivo analisar, para o Brasil, Nordeste e Sudeste, os determinantes da desigualdade salarial das pessoas ocupadas em três setores da economia: Agrícola, Indústria e Serviços. No presente estudo foram consideradas as principais fontes de geração e reprodução de desigualdade no mercado de trabalho: heterogeneidade dos trabalhadores, segmentação e discriminação. Os dados utilizados foram os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) nos anos 2004 e 2013. Para tanto, foi utilizado o método de Cowell e Fiorio (2011) que une a decomposição por fatores, já abordada por Shorrocks (1982) e Fields (2003), com uma decomposição por subgrupos. Os resultados mostraram que a contribuição da educação para a desigualdade não ocorre de maneira uniforme entre os setores e entre as regiões. Na atividade agrícola nordestina e brasileira, o mercado de trabalho tende a gerar desigualdades com mais intensidade do que reproduzir, já que a variável formalidade foi a que mais explicou a desigualdade dentro deste setor, enquanto que nos Serviços e na Indústria, a educação se mostrou mais importante do que as variáveis ligadas à segmentação e discriminação do mercado de trabalho. No Sudeste, a educação desempenhou um papel mais homogêneo, sendo o fator que mais contribuiu para a desigualdade nas três atividades econômicas.
Abstract: This paper aims to analyze, to Brazil, Northeast and Southeast, the determinants of wage inequality of employed people in three sectors of the economy: Agriculture, Industry and Services. The current study considered the main sources of generation and reproduction of inequality in the labor market heterogeneity of workers, segmentation and discrimination. The database used was the data from the National Survey for Domicile Sample (PNAD) in 2004 and 2013. For this purpose, it was used the method of Cowell and Fiorio (2011) which joins the decomposition by factors, already discussed by Shorrocks (1982 ) and Fields (2003), with the decomposition by subgroups. The results showed that the contribution of education to inequality does not occur heterogeneously between sectors and regions. In the Northeastern and Brazilian agricultural activity, the labor market tends to generate inequalities with more intensity than reproduce, as the variable formality was the one that best explained the inequality within the agricultural sector, while in the Services and Industry, the education was more important than the variables linked to segmentation and discrimination in the labor market. In the Southeast, education plays a more homogeneous role, being the primary contributor to the inequality of the three economic activities.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15277
Appears in Collections:CAEN - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dissert_jrfeijo.pdf208,41 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.