Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15214
Title in Portuguese: Análise da função pulmonar em indivíduos com lesão do plexo braquial
Title: Analysis of pulmonary function in individuals with brachial plexus injury
Author: Vasconcelos, Thiago Brasileiro de
Costa, Rachel Belarmino
Josino, Jeanne Batista
Magalhães, Clarissa Bentes de Araujo
Maia, Nathalia Parente de Sousa
Bastos, Vasco Pinheiro Diógenes
Keywords: Plexo Braquial
Mecânica Respiratória
Testes de Função Respiratória
Issue Date: 2015
Publisher: Revista de Neurociências
Citation: VASCONCELOS, T. B. et al. Análise da função pulmonar em indivíduos com lesão do plexo braquial. Revista de Neurociências, São Paulo, v. 23, n. 4, p. 486-492, 2015.
Abstract in Portuguese: Introdução. As lesões do plexo braquial têm graves repercussões sobre a funcionalidade, vida familiar e qualidade de vida. Objetivo. Analisar a função pulmonar em indivíduos com lesão do plexo braquial. Método. Estudo transversal desenvolvido com 15 voluntários com lesão no plexo braquial em uma clínica escola de Fisioterapia na cidade de Fortaleza- CE. A função pulmonar foi avaliada através da ventilometria, manovacuometria e espirometria. Resultados. Dos 15 voluntários com lesão no plexo braquial, 73,26% (n=11) tinham lesão completa e 26,74% (n=4) lesão incompleta. Na avaliação da função pulmonar encontramos uma frequência respiratória média de 15,73rpm (10- 24), volume corrente médio de 0,72L (0,29-1,2) e volume minuto médio de 10,68L/min (5,60-17,55). Na manovacometria, a amostra em estudo apresentou uma PiMáx de -121,66±8,58 cmH20 e PeMáx de 86±6,78 cmH2O, valores expiratórios menores do que o predito (p<0,001). Em relação aos valores espirométricos, os voluntários apresentaram uma característica de distúrbio ventilatório restritivo. Conclusão. Os indivíduos com lesão do plexo braquial apresentaram déficit na função pulmonar, com característica de padrão restritivo além de apresentarem fraqueza muscular expiratória.
Abstract: Introduction. The brachial plexus injuries have serious repercussions on the functionality, family life and quality of life. Method. Crosssectional, descriptive and exploratory study with quantitative methodological strategy developed in 15 volunteers with brachial plexus injury in Clinical physical therapy school in Fortaleza/CE. Pulmonary function was evaluated by ventilometry, manovacuometry, and spirometry. Results. Of the 15 subjects with brachial plexus injury, 73.26% (n=11) had complete lesion and 26.74% (n=4) incomplete injury. In the evaluation of lung function found average respiratory rate of 15.73bpm (10-24), mean tidal volume of 0.72L (0.29 to 1.2) and mean minute volume of 10.68L/min (5.60 -17.55). In manovacometry, the study sample presented a MIP of -121.66±8.58 cmH20 and MEP of 86±6.78 cmH2O, lower expiratory values than predicted (p<0.001). In relation to the spirometric values, volunteers showed a characteristic of restrictive lung disease. Conclusion. Individuals with brachial plexus showed deficits in lung function, with characteristic
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15214
ISSN: 0104-3579 Impresso
1984-4905 On line
Appears in Collections:DMC - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_art_tbvasconcelos.pdf273,37 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.