Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14615
Título: Sensibilidade a antimicribianos de bacteroidales de microbiota intestinal de cães e o efeito de concentracöes subinibitórias de antimicrobianos na formação de biofilme in vitro
Título em inglês: Antimicrobial sensibility of bacteroidales from intestinal microbiota os dogs and the effect of subinhibitory concentrationsof antibiotics on biofilm formation in vitro
Autor(es): Silva, Janice Oliveira
Orientador(es): Carvalho, Cibele Barreto Mano de
Palavras-chave: Bacteroides fragilis
Biofilmes
Anti-Infecciosos
Data do documento: 2015
Citação: SILVA, J. O. Sensibilidade a antimicribianos de bacteroidales de microbiota intestinal de cães e o efeito de concentracöes subinibitórias de antimicrobianos na formação de biofilme in vitro. 2015. 71 f. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Médica) – Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
Resumo: Os gêneros Bacteroides e Parabacteroides estão envolvidos em doenças graves como abscessos e bacteremia em humanos e animais. Estas bactérias são caracterizadas pela resistência antimicrobiana e B. fragilis é a principal bactéria anaeróbica isolada do intestino que pode formar biofilme. O objetivo deste trabalho foi isolar Bacteroides e Parabacteroides do trato intestinal de cães, para avaliar a sensibilidade antimicrobiana e a ação de concentrações subinibitórias de antimicrobianos sobre a formação de biofilme. Um total de 30 amostras foram avaliadas neste estudo. Os ensaios foram realizados de acordo com os métodos e as diretrizes de Clínicals Laboratory Standards Institute (CLSI) e outras metodologias estabelecidas. Os antimicrobianos testados contra Bacteroides e Parabacteroides foram: penicilina, amoxicilina-ácido clavulânico, cefoxitina, imipenem, clindamicina, ciprofloxacina, enrofloxacina, tetraciclina, cloranfenicol e metronidazol. Quinze cepas de B. fragilis foram testadas para a formação de biofilme e as quatro cepas mais produtoras de biofilmes foram escolhidas para avaliar o efeito de concentrações subinibitórias (1/2 e 1/4CIM) de seis antimicrobianos sobre a formação de biofilme. B. fragilis foi a bactéria mais frequentemente isolada seguida por P. distasonis e B. vulgatus. Os isolados foram uniformemente sensíveis ao metronidazol, imipenem e cloranfenicol e foram resistentes à penicilina. Tetraciclina e clindamicina foram ativas contra 50% e 33% das cepas, respectivamente. A produção de biofilme de todas as quatro cepas foi uniforme e significativamente menor (P <0,05) após crescimento com ½ e ¼CIM de imipenem e metronidazol. A indução da formação de biofilme foi observada em duas cepas com ½ e ¼ CIM de enrofloxacina.
Abstract: The Bacteroides and Parabacteroides spp are involved in serious diseases like abscesses and bacteremia in humans and animals. These bacteria are characterized by antimicrobial resistance and B. fragilis is the main anaerobic bacteria isolated from the intestine which can form biofilm. The aim of this study was to isolate Bacteroides and Parabacteroides strains from dogs intestinal tract, to investigate the antimicrobial susceptibility and to evaluate the action of antimicrobials subinhibitory concentrations on biofilm formation. A total of 30 strains were evaluated in this study. The assays were performed in accordance with the Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI) guidelines and other established methods. Antimicrobial susceptibility was observed against penicillin, amoxicillin-clavulanic acid, cefoxitin, imipenem, clindamycin, ciprofloxacin, enrofloxacin, tetracycline, chloramphenicol and metronidazole. Fifteen B. fragilis strains were tested for biofilm formation and the stronger four biofilm producer strains were chosen to evaluate the effect of subinhibitory concentrations (1/2 and 1/4MIC) of six antimicrobials on biofilm formation. B. fragilis was the most frequently isolated anaerobic bacteria followed by P. distasonis and B. vulgatus. The isolates were uniformly susceptible to metronidazole, imipenem and chloramphenicol and were penicillin resistant. Tetracycline and clindamycin were active against 50% and 33% of the strains respectively. The biofilm production of all four strains was uniformly and significantly lower (P<0.05) after growth with ½ MIC and ¼ MIC of imipenem and metronidazole. The induction of biofilm formation was observed in two isolates at ½ MIC and ¼ MIC of enrofloxacin.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14615
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_josilva.pdf3,59 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.