Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14228
Title in Portuguese: Desigualdade de renda e sua decomposição no Brasil e nas regiões brasileiras
Title: Income inequality and its decomposition in Brazil and in brazilian regions
Author: Araújo, Jair Andrade de
Morais, Gabriel Alves de Sampaio
Keywords: Desigualdade
Renda
Gini
Issue Date: 2014
Publisher: Revista Econômica do Nordeste
Citation: ARAÚJO, Jair Andrade de; MORIAS, Gabriel Alves de Sampaio. Desigualdade de renda e sua decomposição no Brasil e nas regiões brasileiras. Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 45, n. 4, p. 35-51, out./dez., 2014.
Abstract in Portuguese: analisa-se a contribuição das diferentes parcelas do rendimento domiciliar no Brasil e em suas regiões, entre 2002 a 2011 para diagnosticar quais foram aquelas que contribuíram para a redução da desigualdade nos últimos anos. A partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), o índice de concentração de renda é decomposto em cinco parcelas, a saber: rendimento do trabalho; aposentadoria e pensões públicas; aposentadorias e pensões privadas; alugueis; abono, doações e outros rendimentos. Com efeito, mostra-se que a desigualdade de renda no Brasil de 0,5826 em 2002 passou a ser de 0,5241 em 2011. Conclui-se que a diminuição da concentração de cada parcela de renda foi o principal fator para a redução da desigualdade de renda. Enquanto que o efeito-composição mostra-se de pouca expressividade. A principal parcela responsável pela redução do índice de Gini foi a renda do trabalho por meio do efeito-concentração (55,83%), e outros rendimentos, sendo essa última responsável por 20,72% da redução total da desigualdade. As aposentadorias e pensões oficiais contribuíram com 18,07% na redução do índice de Gini (G). No mais, destaca-se que os efeitos de outros rendimentos na redução da desigualdade de renda no Brasil são mais importantes na região Nordeste.
Abstract: in the context of the analysis about the domiciliary surveys’ income measurement in Brazil, this paper aims to investigate the role played by different spheres of that domiciliary income with respect the 2002 and 2011 period. We intend to spell out if income inequality was indeed reduced in the latest years. To accomplish that goal, the data for the analysis are issued from Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD); also by means of income concentration index, which is divided into 5 features: labor income, pensions and public pensions, private pensions, rents, allowances, grants. In that regard, it covers that Brazilian income inequality jumped from 0.5826 (2002) to 0.5241 (2011). Among other things, from the results obtained is the important fact that by decreasing the parts the income inequality is reduced as a whole, regardless the composition effect is taken to be harmless. The labor income revealed to play an important role in reducing the Gini index by means of effect-concentration (55.83%), and other incomes, which were responsible for reducing 20.72%. The rents and pensions offi cers contributed 18.07% for reducing the Gini index (G). Furthermore, the effects with respect the other incomes have undoubted infl uence on the reduction of Brazilian income inequality, especially in the Northeast.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14228
ISSN: 0100-4956
2357-9226
Appears in Collections:DEA - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_art_jaaraujo_desigualdade.pdf494,76 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.