Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14018
Title in Portuguese: Imunoexpressão das caderinas E e N em carcinomas gástricos primários e respectivas metástases linfonoidais
Title: Immunoexpression the cadherin E and N in primary gastric carcinoma and their metastasis lymp node
Author: Rodrigues, Bruno Jucá
Advisor(s): Almeida, Paulo Roberto Carvalho de
Keywords: Neoplasias Gástricas
Caderinas
Progressão da Doença
Issue Date: 2014
Citation: RODRIGUES, Bruno Jucá. Imunoexpressão das caderinas E e N em carcinomas gástricos primários e respectivas metástases linfonoidais. 2014. 72 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) – Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.
Abstract in Portuguese: As caderinas E e N, moléculas de adesão celular dependentes de cálcio, com importantes funções na formação e manutenção da arquitetura tecidual normal se encontram alteradas em vários tipos de câncer, de acordo com a literatura biomédica. O objetivo deste trabalho é avaliar a expressão das duas proteínas no carcinoma gástrico e respectivas metástases linfonodais, bem como as possíveis participações na progressão tumoral. Foram utilizados 51 casos de gastrectomia por carcinoma gástrico, 35 dos quais com linfonodos disponíveis, dos Arquivos do Departamento de Patologia e Medicina Legal da Universidade Federal do Ceará (DPML/UFC). Os casos foram classificados nos tipos intestinal (26) e difuso (25) de acordo com a classificação de Lauren (1965). Utilizou-se técnica de tissue microarray associada com imunohistoquímica com anticorpos monoclonais anti-Caderina-E e anti-Caderina-N e sistema de detecção universal estreptavidina-biotina-peroxidade. A expressão de caderina-E foi avaliada de acordo com os seguintes escores: considerada preservada quando da presença da caderina-E membranar em 50% ou mais de células tumorais, e, reduzida, quando menos de 50% destas células apresentavam imunomarcação membranar. A marcação de caderina-N foi considerada positiva pela presença de 5% ou mais de células tumorais com membrana e/ou citoplasmas corados, por esta proteína e, negativa, quando menos de 5% destas células apresentavam marcação. Foram comparadas expressão preservada e reduzida para caderina-E, positiva e negativa para caderina-N em cada histotipo de carcinoma, na sede primária, linfonodo, metaplasia intestinal e tecido normal distante do tumor. Observou-se que a caderina-E em tumores maiores que 5 centímetros apresentaram significativa redução na expressão (p = 0,0006). Na comparação entre carcinomas difusos em relação à mucosa normal distante do tumor a expressão da caderina-E foi significativamente reduzida (p = 0,0209). Foram verificadas diferenças significantes na expressão da caderina-N entre células epiteliais normais e metaplasicas, no terço basal (p < 0,0001) e intermediário (p = 0,0026). No tecido normal, na comparação entre os terços observou-se que: basal vs superficial (p < 0,0001) e intermediário vs superficial (p < 0,0001), apresentaram aumento da negatividade no decorrer da diferenciação dos terços. Na distribuição da expressão da caderina-N em células tumorais e não tumorais, ficou evidente que no tumor primário (92%), linfonodo (100%) e metaplasia intestinal (100%) a negatividade foi predominante, enquanto no tecido normal ocorreu com 74% de expressão positiva para caderina-N. A distribuição da expressão da caderina-N em mononucleares do estroma apresentou uma positividade semelhante entre tumor primário, linfonodo e metaplasia, enquanto nos linfonodos ocorreu acentuada falta de expressão, com 92% da expressão negativa. Os dados aqui observados de caderina-E e caderina-N sugerem um papel controverso destas moléculas de adesão na progressão tumoral-linfonodal no câncer gástrico.
Abstract: E - Cadherin and N - cadherin are calcium - dependent adhesion molecules with important roles in the shaping and maintenance of normal tissue architecture and are altered in several types of cancer, according to the biomedical literature. The aim of this study is to evaluate the expression of both proteins in gastric carcinoma and their ly mph node metastases as well as their possible participation in tumor progression. Fifty - one (51) cases of gastrectomy for gastric carcinoma were used, 35 of which with available lymph nodes, obtained from the files of the Department of Pathology and Forensic Medicine, Federal University of Ceará (DPML / UFC). The cases were classified into intestinal (26) and diffuse (25) types according to Lauren's classification (1965). Data associated with tissue microarray immunohistochemistry wi th monoclonal antibody anti - E - cadherin and N - cadherin, anti - universal detection and strepta vidin - biotin - peroxidase system were used. The expression of E - cadherin was evaluated according to the following scores (based on previous reports): preserved when pr esence of E - cadherin membrane was found in 50% or more of tumor cells, and decreased when less than 50% of these cells showed immunostaining. Labeling of N - ca dherin was considered positive when 5% or more of tumor cells presented with membrane and / or cyt oplasm stained by this protein, and negative when less than 5% of cells were marked. Expression preserved and reduced to E - cadherin, positive and negative N - cadherin for each histotype carcinoma, primary seat, lymph node, intestinal metaplasia and normal t issue distant from the tumor were compared. It was found that E - cadherin in greater than 5 centimeters tumors showed a significant reduction in the expression ( p = 0.0006). E - cadh erin was significantly reduced ( p = 0.0209) in diffuse carcinomas compared to normal mucosa distant from the tumor . The re were significant differences in the N - cadherin expression between normal and metaplastic epithelial cells in the basal third ( p <0.0001) and intermediate ( p = 0.0026 .In normal tissue, there was an increased neg ativity from basal (less differentiated) to superficial (more differentiated) epithelial levels. It was evident that in the primary tumor (92%), lymph node (100%) and intestinal metaplasia (100%) the negativity is predominant, whereas i n the normal tissue the positivity of N - cadherin occurre d in 74% of cases. The distribution of N - cadherin expression in mononuclear stromal cells had a similar positivity between primary tumor and lymph node metaplasia, while in lymph nodes occurred marked lacking of expression, with 92% of negative expression.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14018
Appears in Collections:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dis_bjrodrigues.pdf4,71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.