Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/12565
Title in Portuguese: Memórias de professores preceptores em Juazeiro do Norte-CE (1930/1940)
Title: Preceptors teachers memories in Juazeiro-CE ( 1930/1940 )
Author: Bezerra, Carmen Lúcia Tomás
Advisor(s): Holanda, Patrícia Helena Carvalho
Keywords: Education Mentor
Educational practice
Preceptores – Juazeiro do Norte(CE) – 1930-1940
Ensino corretivo – Juazeiro do Norte(CE) – 1930-1940
Prática de Ensino
Issue Date: 2015
Publisher: www.teses.ufc.br
Citation: BEZERRA, Carmen Lúcia Tomás. Memórias de professores preceptores em Juazeiro do Norte-CE (1930/1940). 2015. 118f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2015.
Abstract in Portuguese: A presente pesquisa constitui-se em um estudo investigativo sobre as práticas docentes dos preceptores desenvolvidas junto aos alunos como complemento da educação escolar no município de Juazeiro do Norte-CE entre os anos de 1930 e 1940. Nesta perspectiva, o estudo tem a intenção de contribuir para uma reflexão sobre a importância das práticas docentes dos preceptores e sua repercussão na história da educação do referido município. A questão principal que norteou a pesquisa foi: como aconteceram as primeiras experiências educacionais dos preceptores de Juazeiro do Norte-CE no contexto social, político, cultural e educacional da época? E mais especificamente, com que práticas docentes os preceptores desenvolviam as suas atividades? Nesse sentido, a pesquisa teve por objetivos compreender as práticas docentes desenvolvidas pelos preceptores na busca de acompanharem as tendências da educação escolar no período entre 1930 e 1940, identificando a formação docente dos mesmos e refletindo sobre as suas práticas pedagógicas. Esta “proposta” de preservação da história da educação de Juazeiro do Norte-CE conduziu ao resgate da memória de professores e estudantes enquanto protagonistas da história do lugar. Assim, inserindo-se em estudos de História da Educação, esta proposta tem intenção de contribuir para o debate sobre a importância da função educacional e social que teve a atuação dos preceptores na história da educação deste município. O “caminho percorrido” foi à atuação dos preceptores na história da educação entrelaçada à história do lugar a partir da perspectiva educacional. Procuramos construir, portanto, uma retrospectiva histórica ordenada, com o intuito de apreender os fatos, eventos, forças sociais e políticas que determinaram a história assinalada mediante a memória dos preceptores e de seus ex-alunos, numa abordagem qualitativa, como meio de encontrar o sentido histórico da educação por meio dos preceptores e os princípios formadores em que se apoia a institucionalização da profissão docente. A seleção de fontes bibliográficas, documentais e orais (entrevistas) foi realizada em vários lugares de Juazeiro do Norte-CE, entre os quais se destacam: acervos da biblioteca do Memorial Padre Cícero, da Sala da Memória Amália Xavier de Oliveira, residência dos entrevistados, indicação bibliográfica de outros pesquisadores e materiais consultados para fazer parte do referencial teórico da pesquisa. Como referencial teórico seguimos especialmente os pressupostos de Rousseau e Pestalozzi, por denotarem o sentido real de preceptor re-significando a educação a partir da atuação desse agente. Outros autores, como Barros (2007), Freire (1992), Bosi (1998), Pollack (1989) foram também considerados para compor o quadro teórico da pesquisa. Os resultados da pesquisa demonstraram que o preceptor foi um agente educativo e formador. Planejando, tomava para si o controle do processo de aprendizagem incluindo uma responsável análise do desempenho de seus alunos. Singularmente, orientando ao mesmo tempo em que exigia, sempre na perspectiva do avanço. O preceptor atuava também na formação moral do aluno, ensinando e permitindo valores que enxergava enquanto necessários à formação integral. Constatamos, acima de tudo, que a escola preceptora promoveu tanto ao preceptor quanto ao seu aluno, uma convivência diária que os tornavam íntimos. Nesse sentido, a casa-escola do preceptor foi um ambiente propício ao desenvolvimento cognitivo. Mas, também, foi um espaço de relações.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/12565
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_cltbezerra.pdf4,02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.