Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/12194
Title in Portuguese: Sorte moral, carácter e tragédia pessoal
Author: Araújo, Fernando
Keywords: Sorte moral
Caráter
Tragédia pessoal
Issue Date: Jan-2011
Publisher: NOMOS: Revista do Programa de Pós-Graduação em Direito da UFC
Citation: ARAÚJO, F. (2011)
Abstract in Portuguese: O presente trabalho discorre acerca dos critérios para se avaliar o conteúdo moral de uma ação: a avaliação da conduta deverá tomar por base somente aquilo que o agente podia prever e, com base nesta previsão, ser capaz de assumir a responsabilidade pelos resultados de sua conduta, ou deverá, também, considerar as consequências resultantes de fatores completamente alheios, mas que interferiram sensivelmente no resultado final da ação? O elemento sorte também deve ser levado em conta nos juízos puramente morais? Dado não ser possível expurgar o aleatório do campo das ações, seria possível, ou viável, eliminá-lo dos julgamentos morais? Na tentativa de responder a estes questionamentos, procedese à distinção da sorte em três categorias: a sorte quanto aos resultados, que modifica o curso da ação e impacta diretamente sobre as consequências desta; a sorte situacional, em que um determinado contexto desencadeia fatores até então inoperantes que levam a um determinado resultado; a sorte constitutiva, que remete a fatores alheios que contribuíram para a formação da própria concepção moral do agente. Para além da pretensão de fornecer uma resposta à questão, a investigação quanto ao grau de interferência do aleatório sobre as ações humanas auxilia no dimensionamento da amplitude do domínio moral, até onde ele se estende, bem como propõe um redirecionamento dos julgamentos éticos, no sentido de considerar o caráter do agente como um todo, e não somente uma conduta específica.
Abstract: The paper intends to discuss the criteria to judge the moral value of an action: should the conduct evaluation consider only those consequences which the person could predict and be responsible for, or should it also consider the random factors which severely interfered on the course of the action? Could luck also be taken in account on the pure moral judgment? Since it is not possible to eliminate it from human actions, would it be possible to do so within moral judgment? To answer those questions, it proceeds to distinguish luck in three categories: the luck related to the results of the action, which modifies it´s normal consequences; circumstantial luck, in which a determined context unleashes hidden factors that lead to a certain result; constitutive luck, related to hidden factors that contributed to make up the moral conceptions itself. Far beyond the purpose of formulating a final answer to the subject, the investigation about the degree of interference of luck over human actions helps to establish the extent of morality and also a redirects the course of ethic judgments, in way to consider the agent´s character instead of it´s specific behavior.
Description: ARAÚJO, Fernando. Sorte moral, carácter e tragédia pessoal. NOMOS: Revista do Programa de Pós-Graduação em Direito da UFC, Fortaleza, v.31, n.1, 2011, p.167-212.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/12194
ISSN: 18073840
Appears in Collections:FADIR - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_art_faraujo.pdf785,76 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.