Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/11123
Título: Mangiferina: microencapsulamento em sistemas pectina/quitosana, metabolismo intestinal in vitro e atividade anticancer
Título em inglês: Mangiferin: microencapsulation in pectin/chitosan systems, in vitro intestinal metabolism and anticancer activity.
Autor(es): Souza, José Roberto Rodrigues de
Orientador(es): Feitosa, Judith Pessoa de Andrade
Coorientador(es): Ricardo, Nágila Maria Pontes Silva
Palavras-chave: Pectina
Quitosana
Data do documento: 2012
Citação: SOUZA, J. R. R.; FEITOSA, J. P. A.; RICARDO, N. M. P. S. (2012)
Resumo: Este trabalho foi realizado em quatro partes: A primeira parte trata do isolamento de pectina a partir de uma abóbora regional a fim de ser utilizado como matriz para encapsulamento de fármaco: a abóbora (Cucurbita moschata) é uma excelente fonte de baixo custo de carotenóides, precursores da vitamina A. Além disso, é também uma grande fonte de pectina natural e de baixo custo. A pectina é um polissacarídeo complexo e heterogêneo encontrado na parede celular primária da maioria das células vegetais e o seu efeito sobre a saúde está a receber um interesse crescente para aplicações tais como ingrediente em produtos alimentares e em formulações farmacêuticas para o encapsulamento de fármacos. Na primeira parte deste trabalho, pectina de alto grau de metoxilação foi isolada a partir de uma abóbora regional pelo método de hidrólise ácida. A pectina isolada foi caracterizada por FTIR, 1H 13C RMN, GPC, análise elementar e reologia. Na segunda parte, pectinas e quitosana foram utilizadas para o procedimento de encapsulação: processos de microencapsulação, como atomização por spray-drying é uma alternativa para aumentar a solubilidade de materiais bioativos e uma boa forma de preservar, proteger e controlar a taxa de liberação de uma substância até atingir o seu alvo no corpo. Mangiferina é um fitoquímico ativo presente em várias plantas, incluindo Mangifera indica L. Essa substância é relatada por ter potencial anti-câncer, antioxidante e outras atividades, mas tem uma baixa solubilidade em meio aquoso. Na segunda parte deste trabalho, mangiferina foi encapsulada em quatro diferentes composições usando polímeros naturais através da técnica de spray-drying. Os produtos foram caracterizados por FTIR, MEV e HPLC-ESI-MS. A eficiência da incorporação de mangiferina em cada formulação foi calculada por HPLC. A maior eficiência de encapsulação foi determinada como sendo de pectinas utilizando Polissorbato 80 (Tween 80) como emulsionante. Na terceira parte deste trabalho, um estudo simulando o metabolismo intestinal foi realizado com a mangiferina: mangiferina possui baixa biodisponibilidade, já relatado em muitas publicações científicas, e é mais disponível no intestino, onde irá ser metabolizada em outros compostos. O objetivo da terceira parte foi produzir e identificar metabólitos da mangiferina simulando as condições intestinais, bem como o seu isolamento e caracterização utilizando diferentes técnicas, tais como: HPLC-ESI-MS, HPLC semipreparativa, Nano-ESI-MS, 1H / 13C RMN. A quarta parte trata da investigação dos efeitos de citotóxicos da mangiferina e seus metabólitos em linhagens tumorais humanas: O objetivo do quarto estudo foi investigar os efeitos citotóxicos da mangiferina e seus metabólitos principais, em linhas de células tumorais humanas, tais como a linhagem tumoral de células intestinais Caco-2, a fim de observar a atividade anticâncer destes compostos in vitro.
Abstract: This work was performed in four parts: The first part refers to the isolation of pectin from a regional pumpkin in order to be used as matrix for drug encapsulation: Pumpkin (Cucurbita moschata) is an excellent and low cost source of carotenoids, precursors of vitamin A. Moreover, it is also a great source of natural and low-cost pectin. Pectin is a heterogeneous complex polysaccharide found in the primary cell wall of most cells and its effect on health is receiving growing interest for applications such as an ingredient in food products and in pharmaceutical formulations for drug encapsulation. In the first part of this work, high-methoxyl pectin was isolated from a regional pumpkin by the method of acid hydrolysis. The isolated pectin was characterized by FTIR, 1H and 13C NMR, GPC, elemental analysis and rheology. In the second part, pectin with chitosan samples were used for encapsulation procedure: Microencapsulation processes, such as spray-drying is an alternative to enhance solubility of bioactive materials and a good way to preserve, protect and control the release rate of a substance until it reaches its target in the body. Mangiferin is an active phytochemical present in various plants including Mangifera indica L. This substance is reported to have anti-cancer, antioxidant and other activities, but has a low solubility in aqueous medium. In the second part of this work we encapsulated mangiferin within four different natural polymers compositions by using spray-drying techniques. The products were characterized by FTIR, SEM and HPLC-ESI-MS. The efficiency of mangiferin incorporation into each encapsulate was calculated by HPLC. The highest encapsulation efficiency was determined to be for pectins using Polysorbate 80 (Tween 80) as emulsifier. In the third part of this work, a gut metabolic study with mangiferin was performed: Mangiferin has low bioavailability, already reported in many scientific publications, and is more available in the gut, where it will be metabolized into other compounds. The aim of the third part was to produce and identify mangiferin metabolites simulating intestinal conditions as well as their isolation and characterization using different techniques such as HPLC-ESI-MS, Semipreparative HPLC, Nano-ESI-MS, and 1H / 13C NMR. The fourth part refers to the investigation of the cytotoxicic effects of mangiferin and its metabolites in human cancer cell lines: The aim of the fourth study was to investigate the cytotoxic effects of mangiferin and its main metabolites in human cancer cell lines such as intestinal cancer cell line Caco-2 in order to observe the potential anticancer activity of these compounds in vitro.
Descrição: SOUZA, J. R. R. Mangiferina: microencapsulamento em sistemas pectina/quitosana, metabolismo intestinal in vitro e atividade anticâncer. 2012. 241 f. Tese (Doutorado em Química Orgânica) - Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/11123
Aparece nas coleções:DQOI - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_tese_jrrsouza.pdf9,02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.