Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10593
Title in Portuguese: Avaliação da suceptibilidade à corrosão dos aços inoxidáveis super duplex UNS S32750 (SAF 2507) e UNS S32760 (ZERON100) utilizando uma célula de EPR portátil
Author: Oliveira, Caroliny Gomes de
Advisor(s): Silva, Cleiton Carvalho
Keywords: Ciência dos materiais
Microestruturas
Issue Date: 2014
Citation: OLIVEIRA, C. G. Avaliação da suceptibilidade à corrosão dos aços inoxidáveis super duplex UNS S32750 (SAF 2507) e UNS S32760 (ZERON100) utilizando uma célula de EPR portátil. 2014. 160 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia e Ciência dos Materiais)-Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.
Abstract in Portuguese: A grande demanda por técnicas que consigam detectar e determinar o grau de susceptibilidade à corrosão motivou o desenvolvimento de um projeto que resultou na construção de uma célula portátil para a determinação do fenômeno da sensitização em aços inoxidáveis austeníticos, a qual foi validada seguindo a norma ASTM A262. O sucesso desta técnica não destrutiva em campo tem motivado a expansão dessa técnica de análise para outros materiais e fenômenos de precipitação. O presente trabalho apresenta a avaliação dessa célula portátil utilizada em ensaios de EPR–DL para avaliação de susceptibilidade a corrosão nos AISD UNS S32750 e UNS S32760. Estes materiais foram tratados termicamente a 475°C e a 850°Cem diferentes tempos, criando diferentes padrões de precipitações de fases deletérias para serem detectados pela célula. As soluções utilizadas foram: 2M de H2SO4+0,01M de KSCN+0,5 M de NaCl (solução 1) e 2M de H2SO4+0,01M de KSCN+1,0 M de NaCl (solução2) e as velocidades de varreduras estudadas foram de 1,67mV/s, 3,0mV/s e 6,0mV/s. Para comprovar a presença da precipitação de fases deletérias e associá-las ao comportamento eletroquímico apresentado pela célula, as amostras tiveram suas microestruturas analisadas por microscopia ótica (MO), microscopia eletrônica de varredura (MEV),e ensaios com energia dispersiva de raios-X (EDS).Também foram avaliados o consumo da fase ferrita por analise magnética com ferritoscópio e realizados ensaios de dureza Vickers para analisar o aumento da dureza devido a precipitação das fases deletérias. Foi observado por MO, MEV/ EDS, ferritoscópio, EPR-DL e por dureza Vickers que quando maior o tempo de tratamento térmico maior foi a quantidade de fases deletérias precipitadas. Quanto maior foi o nível de precipitação, maiores foram os valores de Ir/Ia e maiores valores de dureza foram obtidos. Os resultados mostraram que a solução 2 foi a mais eficaz na detecção da susceptibilidade a corrosão, conseguindo detectar o empobrecimento de cromo mesmo em condições de baixa precipitação, e obtendo maior valores de Ir/Ia conforme a velocidade de varredura era diminuída para uma mesma condição de tratamento. Todas essas análises comprovaram que a célula portátil de EPR- DL foi capaz de detectar o empobrecimento de cromo ocasionado pela presença das fases deletérias, e refletindo o grau de susceptibilidade a corrosão dos AISD estudados.
Abstract: The great demand for techniques that can detect and determine the degree of susceptibility to corrosion motivated thedevelopment of a research project that resulted in the construction of a portable electrochemical cell that has been validated according to ASTM A262. The success of this technique for nondestructive evaluation has motivated the expansion of this technique to other materials and phenomena of precipitation. In this work it was evaluated the use of this EPR-DL portable cell used applied for assessing the susceptibility to corrosion in super duplex stainless steels UNSS32750 and UNSS32760.Those materials were heat treated at 475°C and 850°C at different time of creating different patterns precipitation of deleterious phases to be detected by the cell. The solutions used were: 2M H2SO4 +0.01 M KSCN +0.5 M NaCl (solution 1 ) and 2M H2SO4 +0.01 M KSCN +1.0 M NaCl (solution 2) and the speedsscanswerestudied: 1.67 mV / s , 3.0 mV / s and 6.0 mV / s. To prove the presence of deleterious phases precipitation and associate them with the electrochemical behavior presentedby the electrochemical cell, the sampleshad theirmicrostructuresanalyzedby optical microscopy (OM), scanning electron microscopy (SEM), and energy dispersive of X-ray spectroscopy (EDS). Also the consumption of ferrite magnetic phase was assessed with ferrite scope and performed Vickers hardness tests to analyze the increasing in hardness due to precipitation of deleterious phases. It was observed by OM, SEM / EDS, ferrite scope, EPRDL and Vickers hardness, that as much longer the heat treatment the amount of deleterious phasesprecipitated was increased. The results demonstrated that the solution 2 was the most effective in detecting susceptibility to corrosion, being capable to detect the depletion of chromium even in conditions of low precipitation and obtaining greater values of Ir/Ia as the scanning speed was reduced to the same condition of heat treatment. All these analyzes has confirmed that the EPR- DL portable cell was able to detect the depletionof chromium caused by the presence of deleterious phases, and reflecting the degree of susceptibility to corrosion of SDSS which were studied .
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10593
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DEMM - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dis_cgoliveira.pdf9,98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.