Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10346
Title in Portuguese: Estudo da inibição da corrosão do zinco por íons inorgânicos ecologicamente amigáveis: molibdato, tungstato, silicato e fosfato.
Title: Study of inhibition of corrosion zinc by inorganic ions environment-friendly: molybdate, Tungstate, silicate and phosphate.
Author: Colares, Regilany Paulo
Advisor(s): Lima Neto, Pedro de
Keywords: Corrosão
Química inorgânica
Corrosão e anticorrosivos
Issue Date: 2009
Citation: COLARES, R. P.; LIMA NETO, P. (2009)
Abstract in Portuguese: O cromato é amplamente utilizado como inibidor de corrosão. No entanto, é altamente tóxico e carcinogênico, o que tem levado pesquisadores a buscarem alternativas ecologicamente amigáveis a este inibidor. Dentre estes, molibdato, tungstato, silicato e fosfato surgem como potenciais candidatos por apresentarem propriedades inibidoras e serem atóxicos. Assim, este trabalho tem por objetivo desenvolver um estudo sistemático dos íons como inibidores da corrosão do Zn. Foram utilizadas soluções aquosas de NaCl 10-1 mol dm-3 com concentrações dos inibidores variando de 10-4 a 10-1 mol dm-3 . A eficiência destes com relação à corrosão do Zn foi avaliada empregando-se medidas do potencial a circuito aberto, curvas de polarização potenciodinâmica e espectroscopia de impedância eletroquímica. As técnicas de Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), Energia Dispersiva de Raios-X (EDX), Difração de Raios-X (DRX) e Espectroscopia Fotoeletrônica de Raios-X (XPS) foram usadas para caracterizar o Zn após os ensaios de corrosão. Todos os ânions estudados inibiram a corrosão do Zn. Com as técnicas de caracterização foi possível identificar a presença de filmes superficiais de silicato, tungstato, molibdato e fosfato na superfície do Zn após os ensaios de corrosão nas respectivas soluções contendo os inibidores
Abstract: The chromate is widely used as a corrosion inhibitor. However, it is highly toxic and carcinogenic, which has done researchers to study environmentally friendly alternatives to this inhibitor. Among these, molybdate, tungstate, silicate and phosphate anions appear as potential candidates because they are non toxic. Thus, this work aims to develop a systematic study to investigate molybdate, tungstate, silicate and phosphate as corrosion inhibitors of zinc. Aqueous solutions of 10-1 mol dm-3 NaCl were used and the concentrations of the inhibitors ranging from 10-4 to 10-1 mol dm-3. The corrosion studies were carried out by open circuit potential measurements, potentiodynamic linear polarization and electrochemical impedance spectroscopy. The Scanning Electron Microscopy (SEM), X-Ray Dispersive Energy (XDE), X-Ray diffraction (XRD) and X-Ray Photoelectronic Spectroscopy (XPS) techniques were used to characterize the Zn after the corrosion tests. All the studied anions inhibited the zinc corrosion. The characterization techniques made possible to detect the presence of molybdate, silicate, tungstate and phosphate on the zn surface after the corrosion tests in the solution containing the corresponding inhibitors
Description: COLARES, R. P. Estudo da inibição da corrosão do zinco por íons inorgânicos ecologicamente amigáveis: molibdato, tungstato, silicato e fosfato. 2009. 117 f. Tese (Doutorado em Química) - Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10346
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DQOI - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_tese_rpcolares.pdf5,01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.